4 de abril de 2013

Longe Reina Naturalmente


Muitos passarinho, outros passarão!
Você é andorinha que sozinha faz verão,
aquece os meus braços e se torna ilusão.
Suspira em curtos passos, e ri num corridão,
pula aqui e rola ali, e não deixa cair ao chão.
Um sorriso de menina, e nos olhos nada em vão.
É menina, é mulher, e eu nem sei como controlar o meu pulmão.
Falta ar, corta a voz, um sorriso, um beijão.
Pula em abraços, sou presente e me entrego ao gosto "bão"!
Aniversário, sopra vela, faz desejo em solidão.
Chega um tonto, meio perdido, e se rende à impulsão.
Sincero foi meu presente, e espero que seja o melhorzinho!